Como o eclipse solar do dia 14/10 pode afetar o setor elétrico

No Brasil, o eclipse solar parcial começará aproximadamente as 13h20 no extremo oeste da Região Norte e se estenderá até o final da tarde no extremo leste leste da Região Nordeste. Mais de 70% do Sol ficará obscurecido pela Lua nos 16 estados do Norte e do Nordeste.

Nesse período consideravelmente longo, a geração de energia solar será afetada diretamente. De acordo com os dados da Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica – ABSOLAR, até setembro deste ano, a capacidade total de geração de energia solar atingiu 33,7 GW em operação, representando 15,4% da matriz elétrica do país.


Para compreender o impacto do eclipse solar, é essencial ter em mente que o evento ocorrerá em um horário em que normalmente ocorre uma significativa geração de energia solar, o que será prejudicado no dia 14 de outubro.

Portanto, é fundamental que o Sistema Interligado Nacional esteja preparado para suprir a demanda, considerando a redução na geração de energia solar, e seja capaz de compensar essa lacuna com outras fontes de energia.

O não estudo prévio do evento poderia resultar em diversos problemas no sistema elétrico, incluindo a possibilidade de cortes de energia. No entanto, uma vez que o evento é previsto, estudado e as alternativas para atender à demanda são cuidadosamente planejadas pelo ONS – Operador Nacional do Sistema Elétrico, é provável que o consumidor final não perceba qualquer alteração.

Imagem capturada no mapa interativo da Time and Date: https://lnkd.in/dG3rfr9V

Artigo escrito por: Fernanda Back Gasparin